A Copa da Internet

Postado em 12/09/2022 09:31:35 - Por Thiago Monteiro

O processo de transmissão via streaming, surgiu com uma negociação entre a FIFA e a Rede Globo de Televisão, detentora dos direitos de transmissão no Brasil, que por ter uma dívida com a organizadora da competição, cedeu a transmissão de uma série de partidas para serem comercializadas e reproduzidas por canais e sites na web.

Para se ter uma ideia da amplitude destas transmissões, o canal Casimiro, um streamer brasileiro que realiza transmissões autorizadas pela FIFA em seus canais do Youtube e Twitch, bateu todos os recordes de transmissões esportivas ao vivo do Youtube.

Na partida entre Brasil x Suíça, foram mais de 4,8 milhões de aparelhos conectados simultaneamente, registrando o recorde mundial da plataforma, superando, por exemplo, o lançamento da espaçonave da SpaceX.

Transmissões pela internet vieram para ficar

Segundo informações apuradas, devido ao sucesso da transmissão por streaming e canais como Youtube e Twitch, a partir da próxima Copa do Mundo, que será disputada nos EUA, Canadá e México, a FIFA projeta realizar a transmissão pela web para outros países.

O cenário é possível pelo fato dos direitos de transmissão serem renegociados com as principais emissoras para a próxima competição. Nesse sentido, a FIFA tem o interesse de manter reservados os direitos de transmissão pela internet.

Esporte pela internet influencia no e-commerce

Assim como o amplo consumo de conteúdo esportivo pela internet é ampliado de forma significativa, a comercialização de materiais esportivos e produtos relacionados à copa do mundo através do e-commerce.

Uma projeção da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a projeção da Black Friday em 2022 era de movimentar R$ 4,2 bilhões, o que consolida período como a maior movimentação financeira desde a incorporação da data ao calendário do varejo brasileiro, em 2010.

Mas o que isso tem a ver com a Copa do Mundo? O levantamento do Mercado Ads, em parceria da Ipsos, apontou que 68% dos brasileiros tinham como objetivo realizar compras para acompanhar os jogos da Copa do Mundo durante a Black Friday.

Sequência do Brasil na Copa impacta nas vendas

Outra pesquisa realizada pelo Google apontou que os brasileiros estão otimistas em relação aos eventos do fim do ano. Entre as pessoas avaliadas pela pesquisa do Google, 86% disseram que pretendem acompanhar a maior competição de futebol entre as seleções do planeta. 

A empolgação tem um impacto direto no perfil de consumo, que segundo informado pelo Google, os Brasileiros conciliam o bom momento da seleção na competição, com as datas do Black Friday e Natal para adquirirem produtos para casa, materiais esportivos e roupas temáticas.

Receba mais conteúdos

Conheça o autor

Thiago Monteiro

Thiago Monteiro

Formado em Comunicação Social/Jornalismo há 14 anos, o redator da InfoPay afirma que duas coisas movem sua vida e trajetória profissional: "literalmente vivo em função de minha família e a paixão pelo Jornalismo"