Se a Black Friday foi boa para o e-commerce o Natal será ainda melhor

Postado em 12/12/2022 09:33:59 - Por Thiago Monteiro

Varejo

De acordo com a Associação Brasileira do Varejo (ABV), a expectativa é que as vendas aumentem até 12% no segundo semestre de 2022, em relação a janeiro e junho deste ano.

Relacionado ao Natal, em comparação ao ano de 2021, no Brasil o mercado tem expectativa de um aumento de 2,1% nas vendas.

Conforme publicado pela Câmara Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o natal deste ano deve movimentar mais de 118 milhões de consumidores às compras, que por sua vez devem injetar R$ 66,6 bilhões na economia.

A projeção também prevê um aumento na geração de novos postos de emprego. Conforme publicação feita pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) há expectativa de contratação de 109,4 mil trabalhadores temporários neste ano.

E-commerce vai faturar mais no natal do que na Black Friday

Para o ano de 2022 a CNDL aponta que 81,2 milhões de brasileiros deverão realizar suas compras de natal pela internet, destes 36% devem comprar quase todos os presentes na internet, 31% metade dos presentes, e 21% todos os presentes dessa forma, em média, sete a cada 10 presentes serão comprados por este canal. 77% devem utilizar os aplicativos, 76% os sites e 18% o Instagram para adquirir os produtos.

Se os resultados da Black Friday já foram positivos, o empreendedor digital deve ficar ainda mais otimista quanto às vendas referente ao Natal de 2022, isso porque de acordo com levantamento feito pela Betway, nos últimos seis anos, o faturamento do Natal foi três vezes superior ao da Black Friday no e-commerce.

Os dados publicados indicam que o e-commerce está em pleno crescimento, com projeções ainda maiores para o ano de 2022. Para ter ideia da representatividade das vendas referentes ao natal, em 2016, o lucro do e-commerce no período natalino foi de R$ 5,8 bilhões acima da Black Friday.

Em 2021, com o aumento das compras pela internet devido à pandemia e, por grande parte dos consumidores utilizarem a Black Friday para garantir os presentes de natal, a diferença entre as datas foi menor, mas ainda assim o natal registrou um faturamento superior de R$ 1,2 bilhão.

De acordo com os dados da Betways, o e-commerce, no acumulado de seus anos, registrou o faturamento de R$ 20,6 bilhões na Black Friday, enquanto o período natalino, ao longo dos mesmos seis anos, contabilizou faturamento de R$68,6 Bilhões.

Receba mais conteúdos

Conheça o autor

Thiago Monteiro

Thiago Monteiro

Formado em Comunicação Social/Jornalismo há 14 anos, o redator da InfoPay afirma que duas coisas movem sua vida e trajetória profissional: "literalmente vivo em função de minha família e a paixão pelo Jornalismo"